Pesquisar neste blog

29 de nov de 2010

O Príncipe da Paz

O Natal é isso. Sendo ou não a data correta do nascimento de Jesus, mais do que apenas um convite ao consumismo exagerado do fim de ano, deve ser para nós o memorial da vinda a este mundo escuro e tenebroso do Rei das Luzes, do Príncipe da Paz: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz" (Isaías 9: 6). Evocando a celebração deste memorial, continuo aqui com a série de Natal, desta vez trazendo as magníficas vozes do premiado Coral do Tabernáculo do Brooklyn (Brooklyn Tabernacle Choir), já postado aqui algumas vezes, com o prelúdio de seu novo álbum para o natal de 2010, com o vídeo Christmas Joy (Alegria do Natal).

23 de nov de 2010

Mais um natal que se aproxima

Iniciando a série de músicas clássicas, tradicionais ou contemporâneas de uma das épocas do ano que eu mais amo - o Natal, posto aqui o vídeo Ding Dong Merrily on High. Ainda que algumas igrejas cristãs de posturas mais ortodoxas passem por alto esta data magnífica, para mim o natal é mágico, no sentido exato do termo. E as luzes do natal. Não sei onde poderei ver tanta luminosidade, brilho, encanto, alegria (algumas consideram a data triste, não sei porquê). Não sei se consigo descrever com palavras o que sinto, mas ainda que não haja um ordenamento bíblico para a celebração do natal e ainda que alguns a tenham como uma data originada de uma tradição pagã, o sentido que o cristianismo deu e dá ao Natal é único. Ainda que esta não seja a data exata que Jesus tenha vindo a este mundo em forma de uma criança indefesa para dar o maior bem que ele tinha, a sua vida, em prol de tantos, isso não me importa tanto quanto saber exatamente o que esta data evoca: sim, a data nos faz lembrar que nós temos um salvador em quem confiar, em quem podemos crer e por quem eu sou absolutamente apaixonado. Aleluia! Paulo nos lebra em Romanos 5: 19 a magnificência do feito de Jesus: "Porque, como, pela desobediência de um só homem , muitos foram pecadores, assim, pela obediência de um (Jesus Cristo), muitos serão feitos justos". Amém Senhor. Ecoando o cântico de Maria em Lucas 1: 46-46, encerro este post: "Minha alma engradece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador".