Pesquisar neste blog

22 de dez de 2011

E ele se tornou um de nós

Aí pessoal. O natal está chegando mais uma vez. Época de pararmos para pensar no motivo do natal: a vinda do Salvador,  a chegada do Messias ao mundo. Espero de coração que você que está aí do outro lado compreenda de fato o que isto quer dizer. Jesus não foi apenas um homem de moral elevada. Ou um espírito iluminado, como afirmam alguns. Jesus é Deus encarnado, provando na pele a dor e a agonia do homem. É Deus entre nós, ou Deus conosco. Isso mostra que Deus se importou, não quis ficar lá de seu alto trono no céu apenas olhando as agruras que ocorrem na Terra e que afligem os filhos dos homens sem se comprometer conosco, sem sentir nossa dor, sem saber o que era passar o que nós passávamos. Ele se fez um de nós e por causa disso, a gente não pode mais dizer que Deus não se importa, que não compreende nossa dor ou não sabe as aflições por quais passamos. Deus foi mais além: através de Jesus, Ele pagou o preço de nosso resgate e, por conta disso, hoje somos livres: livres para amarmos, livres para vivermos em plenitude. Essa promessa de vida em plenitude não é uma ilusão. Eu a tenho experimentado e em nome de Jesus eu te convido para que você receba esse tipo de vida também. Amém.


Nenhum comentário:

Postar um comentário